“Morrer de amores”

Chegar de mansinho, dizer palavras doces, segundas intenções, indiretas, falsos sentimentos. Quantos de nós já sofremos por tudo isso? Acredito que muitos. Algumas pessoas tem este dom – diga-se de passagem, maldito – de nos envolver, mesmo com a intenção de nos deixar. É como eu disse, nas pequenas coisas, essas pessoas nos envolvem, despertam sentimentos em… Continuar lendo “Morrer de amores”

Recluso

Eu lhe disse que, deveríamos colocar todas as cartas na mesa e jogar limpo. Não gerar grandes expectativas, evitando ilusões em grande escala. Mas, ao evitar, nos machucamos ainda mais. Feridas que nunca cicatrizariam estavam abertas. Expostas ao mundo, prontas para receber qualquer coisa sobre elas. O distanciamento foi instântaneo, foi inevitável. Juramos manter contato,… Continuar lendo Recluso